“Rojo amanecer” (Jorge Fons, 1989, México) no Cineclube Latino-Americano em 24/08!

Neste sábado, 24 de agosto, às 17h, o Cineclube Latino-Americano exibe o longa mexicano Rojo amanecer, de Jorge Fons (1989). Como em todas as sessões do Cineclube, a projeção é seguida de debate. Há uma taxa de manutenção de R$ 5. Rojo amanecer (em tradução livre: Amanhecer vermelho) faz parte do ciclo Fundadores do Novo Cinema Latino-Americano – parte II, que se encerra na semana que vem com a exibição de Estado de sítio (Costa-Gavras, 1972). Logo mais, as novidades da programação de setembro!

Para saber mais sobre a programação do Cineclube Latino-Americano, ou como se associar, visitem a fanpage do Facebook ou entrem em contato pelo e-mail cineclubelatinoamericano@googlegroups.com. O Cineclube Latino-Americano está no Pavilhão da Criatividade Darcy Ribeiro, no Memorial da América Latina (Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664, Metrô Barra Funda – São Paulo).

Rojo amanecer narra um dos acontecimentos mais impressionantes do movimento estudantil de 1968 que ficou conhecido como Massacre de Tlatelolco, ocorrido na Cidade do México. Poucos dias antes dos Jogos Olímpicos, centenas de estudantes foram assassinados pelo Exército mexicano na Praça das Três Culturas. No filme, uma família de classe média toma seu café da manhã e se prepara para ter um dia normal… Mas, poucas horas depois, se vê no meio de uma sangrenta repressão política e policial.

A cópia que será exibida não possui legendas em português.

Alguns textos que recomendamos para aqueles que se interessarem pelo filme:

“Cuerpos míticos y políticos en descontrol: la gran familia mexicana en el cine del nuevo milenio”, de Rosana Blanco Cano, publicado em Ciberletras: Revista de crítica literaria y de cultura, número 13 (2005).

“Prácticas cotidianas y espacios de poder en Rojo amanecer”, de Alexander Kubak e Héctor Ramírez, publicado no número 46 (agosto-setembro/2005) de Razón y Palabra. Primera revista electrónica en América Latina especializada en Comunicación. 

Representing History: negative historical discourses in Mexican narrative after Tlatelolco, dissertação de Juan Rojo apresentada à Universidade de Cornell em 2006.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s